sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Marlboro ??? Onde ???

Por Daniela Riccelli

Ví um tweet bem interessante da C&G Marketing Consulting, falando sobre propaganda subliminar da Marlboro com a Ferrari. A C&G é uma empresa que presta consultoria em geral, porém, vem se destacando bastante em torno das ferramentas de Neuromarketing. Assunto pra um próximo post na qual tenho bastante interesse. Vejam abaixo o texto que foi publicado no site deles.

Apesar das alegações da Ferrari e da Phillip Morris de que
o código de barras à direita nada tem a ver com o logo da Marlboro
à esquerda, tentar encontrar semelhanças entre as duas é
mais ou menos como "procurar pêlo em Tony Ramos".

Saiu no na internet a notícia de que a Ferrari estaria sendo investigada por uma suposta propaganda subliminar nos seus carros.

A propaganda de cigarros é proibida na Fórmula-1, mas a indústria tabagista sempre teve forte presença na categoria, a começar pelo patrocínio da Gold Leaf nos até então verdes carros da Lotus.

Ao longo dos anos, tivemos carros que se tornaram emblemáticos justamente por ostentarem as cores de cigarros como a Gitanes, no caso da Ligier, e a John Player Special, que fez com que os carros da Lotus fossem eleitos os mais bonitos da história por 10 em cada 10 fãs de corrida.

E, claro, tem a Marlboro, que transformou os carros da McLaren em pacotões de cigarro durante décadas, até migrar definitivamente para a Ferrari, deixando a escuderia inglesa aos cuidados de outra marca de cigarros – a West.

A influência da Marlboro na Ferrari foi tão intensa que chegaram até a mudar a cor dos carros – do famoso vermelho-Ferrari para um vermelho alaranjado – simplesmente para que os carros (e a marca) se destacassem mais na transmissão pela televisão.

Em 2006, ocorreu a proibição completa do segmento tabagista na categoria, mas a Marlboro decidiu continuar patrocinando a Ferrari

A equipe passou a se chamar Scuderia Ferrari Marlboro e a marca de cigarros assinou um contrato de 10 anos no valor aproximado de 1 bilhão de dólares.

Com a proibição definitiva, o vermelho nos carros voltou a ter aquela tonalidade mais escura, mas na carenagem aparecia um código de barras branco, bem no lugar onde habitualmente se via a famosa marca de cigarros.

Tudo bem que a palavra MARLBORO não aparece escrita em nenhum lugar, mas tá mais do que na cara que o que está estampado nos carros do Cavalino Rampante é uma clara propaganda subliminar da empresa.

São os mesmos recursos que a marca utilizava quando a proibição era parcial e ele só era impedida de aparecer em alguns circuitos.

É inacreditável a cara de pau da assessoria da Philip Morris, ao alegar que o tal código de barras acima faz parte da programação visual da Ferrari e não tem NADA A VER com a Marlboro.

Claro que tem. O que a Marlboro faz é se beneficiar de elementos imediatamente reconhecíveis e vinculados à sua imagem para “aparecer sem aparecer”.

É o que o guru do neuro-marketing Martin Lindstrom classifica como “smashable components” – elementos que por si só causam uma associação imediata à marca, sem que se faça necessária a aplicação do logo.

São coisas como o vermelho-e-branco, a onda ou o formato da garrafa da Coca-Cola. Você não precisa ler a marca COCA-COLA para saber na hora do que se trata.

Agora, independente deste código de barras ser correto ou errado do ponto de vista ético, os caras vierem dizer que ele não tem NADA A VER com a Marlboro é muito CHAMAR A GENTE DE OTÁRIO, né não?
ROUBA NO JOGO, MAS NÃO ME OFENDE.

5 comentários:

Net Esportes disse...

Pra mim é bem simples, vai lá e manda tirar e pronto. Não discordo da beleza dos carros, como aquela Lotus preta que era magnifica sem dúvida alguma, mas acabar com propagandas de cigarro foi a coisa mais linda que já fizeram. Agora só falta acabar com as de cerveja no futebol pra ficar perfeito.

Zeze Mendez disse...

No meu blog (Doutor Video) tem varias postagens no menu sobre mensagens subliminares - é interessante!! Não creio muito mas são coisas intrigantes...
Ótimo FDS, aquele abraço.

TEIA disse...

Postagem muito interessante, vou tentar aprender essas técnicas para usar no meu blog (rsrsr)
Até mais.

Pobre esponja disse...

Procurar pêlo em Tony Ramos: huahuahuahuahua.
Essas coisas acontecem aos montes.

abç
Pobre Esponja

MikaelMoraes disse...

povo viaja demais... não creio. mas aí, já flw de cerveja, agora cigarro... e esporte??? rsssss sei q tem a ver com publicidade, mas aí tem adidas, nike, gatorade e etc... kkkkkk

zoeira

mas tá valendo...

visite-nos e comente tmbm
gostando siga e avise q retribuiremos

http://mikaelmoraes.blogspot.com

Blogger templates

Your email address:


Powered by FeedBlitz

Obrigado pela visita de todos vocês!

Locations of visitors to this page